O manifesto ágil foi assinado em 2001 pelos principais profissionais veteranos na área de desenvolvimento de softwares engajados em discutir uma nova forma para melhor a velocidade no desenvolvimento de seus sistemas baseados em suas experiências de anos programando. Embora cada envolvido tivesse suas próprias práticas e teorias preferidas, todos concordavam que, em suas experiências prévias, os projetos de sucesso tinham em comum um pequeno conjunto de princípios. Com base nisso eles criaram o manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software, freqüentemente chamado apenas de Manifesto Ágil.

Valores do Manifesto Ágil:

  1. Indivíduos e iterações são mais importantes que processos e ferramentas;
  2. Software funcionando é mais importante do que documentação completa e detalhada;
  3. Colaboração com o cliente é mais importante do que negociação de contratos;
  4. Adaptação a mudanças é mais importante do que seguir o plano inicial.

 

1. Indivíduos e Iterações

  • O foco tradicional é em Processos e Ferramentas;
  • Quem produz software são pessoas, indivíduos  reunidos em equipes complementares;
  • Pessoas precisam aprender a trabalhar juntas, como numa banda, é necessário praticar uma ou mais vezes para aprender a tocar juntos e a executar a musica com perfeição.

2. Software Funcionando

  • O foco tradicional é desenvolver uma  documentação detalhada;
  • A quantidade e complexidade de detalhes de requisitos, arquitetura, design e  implementação só podem ser ajustados obtendo feedback, papel não consegue dar feedback suficiente para ajustar a estratégia.

3. Colaboração com Cliente

  • Entender as necessidades de negócio e propor soluções com objetivos voltados para dar resultados de negocio;
  • Ajustar entendimento do negocio e dos requisitos que fornecem valor.

4. Responder a mudanças

  • Requisitos mudam;
  • Negócios mudam;
  • Entendimento é aprimorado e mudam;
  • Abordagens mudam.

Princípios do Manifesto Ágil:

  • Nossa mais alta prioridade é satisfazer o cliente através de entregas continuas de software que agregue valor;
  • Entregar versões funcionais em prazos curtos;
  • Medir o progresso através de software funcionando;
  • Simplicidade é essencial;
  • De tempos em tempos, o time pensa em como se tornar mais eficiente e ajusta o seu comportamento de acordo;
  • Acolhemos mudança de requisitos, inclusive tarde no desenvolvimento. Processos ágeis permitem mudanças que contribuam para a vantagem competitiva dos nossos clientes;
  • Desenvolvedores e o pessoal de Negócios devem trabalhar juntos durante todo o projeto;
  • Construa projetos ao redor de indivíduos motivados. Ofereça o ambiente e suporte que eles precisam, e confie neles para ter o trabalho feito;
  • A forma mais eficiente e eficaz de fazer saber informação para e entre uma equipe de comunicação é face a face;
  • As melhores arquiteturas, requisitos, e projetos emergem a partir de equipes auto-organizadas.

Modelos Tradicionais x Métodos Ágeis

Modelos Tradicionais Métodos Ágeis
Resistir às mudanças Abraçar as mudanças
Planejar muito bem antes Planejar o tempo todo

Principais Características dos Métodos Ágeis

  • Entregar valor;
  • Ênfase em comunicação;
  • Eliminar desperdícios;
  • Entrega freqüente de código funcionando;
  • Aproveitar as habilidades das pessoas;
  • Alta qualidade;
  • Melhorar constantemente.

Principais Métodos Ágeis

Há um livro de XP muito interessante e de fácil entendimento, cujo nome é “Extreme Programming Explained” ou “Programação Extrema (XP) Explicada” (versão em português). Este livro foi escrito por nada mais nada menos que Kent Beck, o pai do XP.

Referências e leituras recomendadas:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Desenvolvimento_%C3%A1gil_de_software

http://www.improveit.com.br/

Scrum Alliance articles

Revista Visão Ágil

http://manoelpimentel.blogspot.com/

http://blog.fragmental.com.br/

http://blog.aspercom.com.br/

http://amagno.blogspot.com/